Após um cancelamento literalmente de última hora no domingo, a SpaceX lançou e aterrissou com sucesso um foguete Falcon 9 na manhã desta segunda-feira, em Cape Canaveral, na Flórida. Embora os detalhes de maioria das missões da SpaceX sejam bem públicos, esse foi propositalmente cercado de mistério: o foguete estava carregando um satélite espião, o NROL-76, para o National Reconnaissance Office (NRO), que projeta, constrói e opera satélites espiões para o governo norte-americano. Essa foi a primeira grande carga de segurança nacional da SpaceX e um sinal do que está por vir, conforme a empresa aeroespacial entre no sombrio mundo dos lançamentos militares e de segurança nacional.

• As pessoas já estão economizando para viajar para o espaço
• Elon Musk quer foguetes completamente reutilizáveis, mas isso não será fácil

Não se sabe muito sobre a missão do NRO, o que faz sentido, já que o órgão é parte da comunidade de inteligência norte-americana. No passado, essa agência de inteligência lançou suas cargas ao espaço nos foguetes United Launch Alliance Atlas 5 e Delta 4.

Obviamente, a natureza enigmática do lançamento desta segunda-feira alimentou especulações.

“Uma dica sobre a carga é o plano da SpaceX de recuperar o primeiro estágio da Falcon 9 em Cape Canaveral, uma manobra que exige um nível significativo de combustível de sobra e só é possível em missões com satélites leves ou lançamentos em órbitas relativamente baixas”, escreve Stephen Clark, na Spaceflight Now.

Como explica Clark, cargas mais pesadas, ou aquelas com destino a órbitas maiores, ou restringem onde a SpaceX podem tentar uma aterrissagem de primeiro estágio a uma barcaça oceânica posicionada a jusante, ou impedem completamente uma tentativa de aterrissagem. Nesta manhã, a SpaceX aterrissou, com sucesso, o primeiro estágio da Falcon 9 em terra firme — na Zona de Aterrissagem 1, localizada adjacente à Cape Canaveral Air Force Station.

Essa segunda-feira pode ter marcado o primeiro lançamento militar da SpaceX, mas podemos esperar mais no futuro. No ano que vem, a empresa vai entregar satélites de GPS à Força Aérea dos Estados Unidos, de acordo com a CNN.

Embora talvez nunca saibamos os detalhes dessa carga, o fato de que gatos estivessem assistindo ao lançamento pode indicar alguma coisa.

(“Quando seu gato também está assistindo ao lançamento do NROL-76, da SpaceX!”)

Imagem do topo: SpaceX via Flickr