Temos boas notícias para casais ou colegas de apartamento que não se odeiam: o Spotify está testando um novo plano de assinatura chamado Premium Duo, para casas com duas pessoas. Em e-mail ao Gizmodo, o Spotify disse que a novidade está disponível em cinco mercados: Colômbia, Chile, Dinamarca, Irlanda e Polônia. Nestes três últimos, o preço é de € 12,49 (cerca de R$ 55 em conversão direta).

Assim como no plano familiar, que sai por R$ 26,90 no Brasil e permite até seis usuários, as duas pessoas do plano Premium Duo precisam morar no mesmo endereço para colher os benefícios. Pessoas que já têm uma conta premium podem trocar de plano por meio das configurações de conta. O Spotify recusou confirmar quando ou se tem planos de expandir o Premium Duo para os Estados Unidos e outros locais, mas é comum que serviços sejam testados em mercados selecionados antes de sair para o restante do mundo.

Um dos novos recursos que o Spotify está testando com o Premium Duo é uma playlist compartilhada e gerada por inteligência artificial chamada Duo Mix. Basicamente, ela é parecida com a Descobertas da Semana, no sentido de que ambos os assinantes recebem uma só lista com músicas que, supostamente, devem se encaixar com os gostos pessoais de cada um. Você pode mudar o astral para “relaxado” ou “animado”, dependendo do clima em que você estiver, e ícones pequenos de perfil estarão próximos a cada música da lista para que vocês saibam em quem a recomendação é baseada.

Existe também uma opção para playlists compartilhadas, que permite que você bombardeie seu parceiro compartilhando toda a sua biblioteca. Ambos os assinantes também poderão gerenciar suas configurações da página inicial e os detalhes da conta de uma única página chamada Duo Hub, disse o Spotify.

O desconto em si não é lá tão grande, especialmente quando você considera que € 12,49 é cerca de US$ 14 — ou aproximadamente o mesmo valor que o plano de assinatura familiar nos Estados Unidos — e que uma conta premium individual sai por US$ 10 (também nos EUA). Dito isso, ao longo do tempo, esse pequeno desconto acumulado pode virar uma quantia boa que você pode querer gastar, sei lá, em algum lanche.

[The Verge]