O Spotify anunciou na quinta-feira (7) que está atualizando seus termos de serviço. As novas condições incluem um ataque sério às tentativas dos usuários para burlar os anúncios usando ad blocker. Se você tentar bloquear anúncios usando uma conta gratuita, correrá o risco de perdê-la.

Na seção de diretrizes do usuário dos termos atualizados, o Spotify observa que “contornar ou bloquear anúncios no Spotify Service, ou criar ou distribuir ferramentas projetadas para bloquear anúncios” é estritamente proibido. A empresa também observa que, se um usuário tentar contornar a regra, isso pode resultar em suspensão ou encerramento da conta.

O Spotify notificou seus clientes em um e-mail na quinta-feira de que as novas alterações entrarão em vigor em 1º de março. A aceitação dos novos termos pelos usuários “será considerada concedida se você continuar a usar o serviço Spotify após a data efetiva”, diz a empresa.

Não está claro como a empresa vai fazer isso: se ela vai banir imediatamente os usuários ou se haverá advertências antes de uma medida tão extrema.

Resultados financeiros e podcasts

A Reuters informou em março, antes de a empresa abrir seu capital e negociar suas ações na bolsa de Nova York, que cerca de 2 milhões de usuários em sua plataforma estavam bloqueando anúncios. Bloquear anúncios é uma forma de piratear um dos principais diferenciais da conta Premium: o fato de ela não ter propagandas. Como o Verge nota, o Spotify começou a atacar aplicativos de terceiros que permitiam que os usuários acessassem os recursos Premium com suas contas gratuitas.

Durante sua teleconferência de resultados do quarto trimestre na quarta-feira (6), a empresa informou que sua base de assinantes paga cresceu para 96 ​​milhões. Esse número era de 71 milhões no mesmo trimestre do ano anterior. O Spotify também anunciou esta semana que estava fazendo progressos significativos em suas ambições de podcasting ao adquirir a Anchor e a Gimlet Media.

“Há infinitas maneiras de contar histórias que servem para entreter, educar, desafiar, inspirar ou nos unir e derrubar barreiras culturais”, disse o CEO da Spotify, Daniel Ek, sobre as aquisições em um post no blog da empresa nesta semana. “O formato está realmente evoluindo e, embora o podcast ainda seja um negócio relativamente pequeno hoje, vejo um incrível potencial de crescimento para o formato e para o Spotify em particular.”

[Spotify via The Verge]