Pergunte para qualquer PC Gamer circa 1998 o que ele pensa de StarCraft. Boa parte deles vai começar a suar e gesticular de empolgação e nostalgia. Hoje, doze anos mais tarde, saiu a sequência.

StarCraft II é um jogo importante não apenas porque é a continuação de um jogo que passou mais de uma década sendo jogado como se ainda fosse um lançamento, mas também porque motivou a presença ativa da Blizzard, uma das maiores produtoras de games do mundo, no Brasil. A empresa veio, fez eventos, lançou o jogo 100% localizado para o nosso idioma e teve uma preocupação toda especial em como vender o seu jogo a preços não proibitivos. 

Que preço? R$ 49. Cinquenta reais por um senhor jogo. Esta versão, que é a que você vai encontrar nas lojas, expira depois de seis meses, sendo necessário pagar uma mensalidade de R$ 10, ou então pagar R$ 69 para passar a ter acesso ao ilimitado ao jogo. Pode parecer que não, mas pense bem: sai barato. Especialmente para aquele monte de pessoas que não costuma jogar nenhum jogo por mais do que algumas semanas. 

O jogo é aguardado, é bom (mesmo para quem, como eu, não manja nada de RTS) e é barato. Falta alguma coisa para empolgar? Tente estes dois comerciais em português. Eles são bem legais.