Atualizado dia 25 de junho às 09h30: A Canonical anunciou que irá manter o suporte para alguns pacotes 32-bit i386 nas versões 19.10 e 20.04 LTS do Ubuntu. Veja mais abaixo.

***

A Valve deixará de oferecer suporte oficial da Steam no Ubuntu 19.10 e posteriores. Isso significa que as próximas versões da plataforma podem não funcionar corretamente. A mudança ocorrerá porque o sistema operacional eliminará atualizações de componentes 32-bit x86, de acordo com o Engadget.

Segundo o desenvolvedor da Valve Pierre-Loup Griffais, a companhia irá “avaliar maneiras de minimizar os danos para os atuais usuários”, embora eles irão focar em uma “distribuição diferente, a ser determinada”.

Como nota o Betanews, muitos desenvolvedores já se mostraram descontentes com a decisão da produtora do Ubuntu, a Canonical, de abandonar o suporte aos pacotes 32-bit, o que provavelmente resultará na ausência de novos softwares 32-bit para o sistema operacional e a falha de apps existentes com o passar do tempo.

O Ubuntu é a principal distribuição do Linux, embora a Canonical pareça estar tomando esse caminho para agradar os consumidores que instalam o sistema em seus servidores de nuvem. A iniciativa também deixará gamers que usam o Linux irritados.

Muitos jogos da Steam rodam em distribuições 64-bit do Linux “mas apenas com as bibliotecas 32-bit”, conforme explica o Betanews. Abandonar esse suporte também fará com que a camada de compatibilidade da Steam que roda jogos Windows no Linux quebre nos games 32-bit.

 


Tradução: O Ubuntu 19.10 e os lançamentos futuros não serão suportados oficialmente pela Steam, nem recomendados para os nossos usuários. Iremos avaliar maneiras de minimizar os danos para os usuários atuais, mas também iremos mudar o foco para uma distribuição diferente, atualmente a ser definida.

De acordo com o Phoronix, a mudança também levantou preocupações entre os desenvolvedores do Wine, o pacote de softwares que permite que usuários rodem programas desenvolvidos para o Windows no Linux e que é utilizado por muitos gamers.

Em uma outra reportagem, a Phoronix afirmou que em meio a repercussão do assunto, o desenvolvedor de longa data do Ubuntu e funcionário da Canonical, Steve “vorlon” Langasek, publicou um esclarecimento no Ubuntu Discourse afirmando que a companhia pretende assegurar que aplicativos 32-bit continuem a funcionar nas versões 19.10 e posteriores:

Eu sinto muito por termos dado a qualquer pessoa a impressão de que estamos “deixando de lado o suporte para aplicações i386”. Este não é o caso. O que estamos fazendo é deixando de lado as atualizações para as bibliotecas i386, que ficarão congeladas como nas versões 18.04 LTS. Mas ali existe toda a intenção de assegurar que existe uma história clara sobre como aplicações i386 (incluindo jogos) possam rodar em versões do Ubuntu posteriores a 19.10.

De qualquer maneira, parece que essa decisão irá gerar alguns problemas para os gamers do Linux, os quais a Valve tem tentado cortejar nos últimos meses – embora com pouco sucesso, já que as pesquisas mostram que menos de 1% dos usuários da Steam jogam nesse sistema operacional.

Atualização dia 25 de junho às 09h30: Após a repercussão, a Canonical decidiu que irá manter o suporte para alguns pacotes 32-bit i386 nas versões 19.10 e 20.04 LTS do Ubuntu. Não será um suporte completo, mas haverá um trabalho com aplicativos que necessitem de algo em específico. Haverá colaboração com o WINE, Ubuntu Studio e comunidades gamers para resolver o problema das bibliotecas 32-bit.

[Engadget]