A nova biografia de Steve Jobs por Walter Isaacson, chamada simplesmente de Steve Jobs – A Biografia, está em pré-venda e será lançada semana que vem, mas a Associated Press conseguiu uma cópia antecipada e começou a divulgar algumas bombas, assim como o próprio Jobs.

De acordo com descrições do livro feitas pela AP, Jobs aparentemente estava tão irritado com o Google por causa do sistema operacional Android que nenhum acordo financeiro bastaria. Ele queria acabar com o Android.



“Eu vou usar meu último suspiro até a morte se eu precisar, e vou usar cada centavo dos US$40 bilhões da Apple no banco para consertar este erro”, disse Jobs. “Eu vou destruir o Android, porque é um produto roubado. Estou disposto a abrir uma guerra termonuclear nisso.”

Jobs usou um palavrão para descrever o Android e o Google Docs, o programa de processamento de texto do Google baseado na internet. Em uma reunião subsequente com [Eric] Schmidt [ex-CEO do Google] em um café em Palo Alto, Califórnia, Jobs disse a Schmidt que não estava interessado em fazer acordo extrajudicial, diz o livro.

“Eu não quero seu dinheiro. Se você me oferecer US$5 bilhões, eu não quero. Eu tenho bastante dinheiro. Eu quero que você pare de usar nossas ideias no Android, é tudo o que eu quero.”

Eric Schmidt chegou a trabalhar no Google e na Apple ao mesmo tempo: ele era CEO do Google e membro do conselho de diretores da Apple, mas saiu em 2009 por conflitos de interesse – especificamente, porque “o Google entra mais e mais nos negócios da Apple, com o Android e o Chrome OS”.

A AP também traz detalhes sobre a recusa inicial de Jobs em buscar tratamento médico para câncer. [AP]