Antes de fazer Halo, a Bungie tinha um nome a zelar desenvolvendo a série de shooters Marathon para Mac. Quando o estúdio foi comprado pela Microsoft para fazer jogos para o Xbox, Steve Jobs ficou furioso.

"Assim que anunciamos a compra da Bungie, recebemos uma ligação de Steve Jobs", diz Ed Fries, antigo VP de game publishing da Microsoft, à revista Develop.



"Ele estava bravo com o [CEO da Microsoft, Steve] Ballmer e telefonou para ele, irritado por termos acabado de comprar o principal desenvolvedor de jogos para Mac e torná-lo um desenvolvedor para o Xbox."

Tão bravo, de fato, que precisou que outra pessoa ligasse para ele e tentasse acalmar a fera.

"…eu recebi um email do Steve Ballmer pedindo para que telefonasse para o Steve Jobs e o acalmasse sobre a coisa toda", continua Fries.

"Enfim, nós fizemos um acordo com a Apple que iríamos portar alguns jogos de PC para Macintosh e ajudar Peter Tamte a criar uma empresa para fazer isso, e eu tive que ir a uma conferência de desenvolvedores de Mac e subir ao palco para falar sobre esta parceria. Foi uma época estranha."

Jobs sempre foi conhecido pela sua habilidade de apoiar um produto de sucesso, mas isso também mostra que ele sabe enxergar um bom estúdio de games quando vê um. Por outro lado, mostra também como a Apple se importa(va) pouco com games, afinal, se Jobs realmente gostava tanto assim da Bungie, por que não a comprou antes?

Atualmente, o estúdio já passou da fase da Apple e também da Microsoft, assinando uma parceria com a Activision este ano. [Develop]