Bill Gates foi nomeado cavaleiro pela Rainha Elizabeth em 2005 (foto acima), mas Steve Jobs aparentemente foi barrado em 2009 de se tornar cavaleiro também – tudo, supostamente, porque ele se recusou a discursar numa conferência política.

A notícia só saiu hoje, depois que um ex-parlamentar britânico contou tudo. Ele diz que o Partido Trabalhista britânico tentou recrutá-lo para a conferência anual do partido, mas Jobs ou não quis mostrar apoio a um partido político – e ainda mais, um do Reino Unido – ou não tinha tempo pra puxar o saco do então primeiro-ministro, Gordon Brown.

Por isso, quando esse ex-parlamentar sugeriu Jobs para receber o título de cavaleiro honorário, pelos seus serviços à tencologia e design, o governo britânico bloqueou a recomendação. Seria interessante ver Steve Jobs ajoelhado aos pés da Rainha Elizabeth II, assim como Steven Spielberg e George Bush pai, americanos famosos que são cavaleiros pela ordem britânica.

Mesmo que Jobs fosse nomeado cavaleiro, ele não seria chamado Sir Steve Jobs, porque ele não tem nacionalidade britânica. Bem, pelo menos ele foi jantar com o Obama (e Bill Gates não), certo? [Telegraph]