Não tem como deixar de dar crédito para o Woz, ele faz as suas próprias regras. Quando há um novo brinquedo que ele quer, não importa se é da Apple ou não, ele vai conseguir. E ele vai até o Google diretamente se for necessário.

Ele recebeu de presente uma camiseta do Android 4.0 também. Eu tenho de dizer que isso é uma das coisas que eu amo no Woz. Eu acho que há muita animosidade em tecnologia e é bom que às vezes nós podemos ser lembrados que tecnologia não é uma religião. Uma coisa bacana é uma coisa bacana. Ser agnóstico em tecnologia é uma prática bonita – no mundo ideal, o que Woz faria? Ele colocaria as mãos no que é provavelmente o telefone mais inovador do ano antes de todo mundo. Quem entre nós não faria o mesmo? [Adam Powell andNicolas Roard via Slashgear]