Dentistas poderão, em breve, estar na linha de frente no combate e prevenção ao câncer. Como? Por um método chamado “salivanômica”, que analisa a saliva para identificar doenças.

O pesquisador da UCLA Dr. David Wong afirma, num artigo publicado no Journal of the American Dental Association, que a saliva possui um número considerável de indicadores do estado de saúde do paciente. O PopSci explica:

A saliva humana é feita de moléculas, afinal de contas, e nessas moléculas, dentistas e médicos podem encontrar de proteínas a DNA e RNA — basicamente, todo o genoma e vários dados secundários. Com essas moléculas identificadas e isoladas, os pesquisadores podem aplicar muitas ferramentas científicas, como genômica, proteômica e transcriptoma.

Muitos de nós vamos ao dentista com mais frequência que ao médico, e testes simples como esse não são invasivos e, em alguns casos, tão efetivos no diagnóstico quanto um exame de sangue ou de outros fluídos. Isso ainda não foi implementado, mas deverá ser em breve. A próxima vez que você for ao dentista, poderá, na verdade, estar cuidando da  saúde de todo o seu corpo. [UCLA via PopSci]

Imagem: Karramba Production/Shutterstock