Crianças vivem colocando as mãos em todo lugar, o que normalmente é nojento e irritante. Mas se o lugar em questão for uma superfície esterilizada, que você pode incubar em uma placa de Petri, as coisas ficam bem mais interessantes.

A imagem acima foi criada por Tasha Sturm, que usou placas estéreis e meio TSA (ágar triptona de soja) para capturar a marca da mão do filho dela, com 8 anos, após uma sessão de brincadeiras ao ar livre.

Depois de ficar por um dia em uma incubadora de 37 graus, e então permanecer em temperatura ambiente por mais alguns dias, a placa adquire esse visual colorido e cheio de fungos e bactérias.

Você já lavou as mãos hoje, aliás? [Microbe World via Kottke]