A China tirou a coroa de chips dos EUA por construir o supercomputador mais rápido do mundo. O PC Tianhe-1A, da Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa, usa chips "americanos" da Intel e da Nvidia, e parece resolver problemas matemáticos 29 milhões de vezes mais rápido que o primeiro supercomputador, de 1976.

O computador, que tem 14.336 processadores da Intel e mais de 7.168 placas de vídeo Nvidia M2050 que custaram US$2.500 cada, estava trancado a sete chaves pelo Ministério da Defesa Nacional e o Ministério da Educação antes de ser revelado hoje.

Por que um supercomputador de 2,507 petaflops seria financiado pelo governo? Por causa do orgulho nacional, já que a corrida pelo supercomputador mais rápido é extremamente competitiva. O PC mais rápido dos EUA está em um laboratório do Tenessee desde 2004, quando tirou o Japão do topo da lista. [New York Times, Reuters e Nvidia]