Lembra do Watson, o supercomputador da IBM que consegue entender, interpretar e responder perguntas em linguagem humana natural e venceu os dois maiores campeões do jogo de perguntas e respostas Jeopardy? Em um recente evento em Las Vegas, a executiva Katia Vaskys, da IBM, afirmou que o Watson operará no Brasil em breve. Onde? Em desenvolvimento urbano e atendimento ao cliente.

Vaskys é líder de Business Analytics e Optimization da IBM no Brasil, e explicou que existe demanda no Brasil para algo desse nível “especialmente em infraestrutura do governo”, onde “tudo que se refere ao crescimento e ampliação das cidades deve facilitar a chegada da tecnologia ao país”. Ela também disse que a IBM foi procurada por empresas com forte interesse em usar a tecnologia do Watson de maneira focada no atendimento ao cliente. O Watson, você deve se lembrar, consegue entender perguntas melhor que qualquer Siri da vida, fazer associações difíceis e responder de maneira precisa bem mais rápido que o Google – desde que seja alimentado com o banco de dados correto. Lá nos EUA ele já é um bom assistente de Dr. House. Estamos curiosos para saber o que ele fará por aqui.

O problema seria o tempo de “treinamento” que o computador precisa passar para poder operar em idiomas diferentes do seu original, o inglês dos Estados Unidos. Segundo Manoj Saxena, gerente geral da Watson Solutions, que deu entrevista no mesmo evento, o Watson não estará disponível em outras línguas “antes de 2012”. Este treinamento do Watson para a nossa língua aconteceria aqui mesmo no Brasil, no laboratório de pesquisa e inovação da IBM em São Paulo.

Será que dá pra programá-lo para jogar Passa ou Repassa? [ITWeb]