Há algumas gerações – nos Estados Unidos e outros países ocidentais – as famílias tinham muito mais filhos. Era uma espécie de prática de segurança. Antigamente, mais crianças morriam cedo, então ter mais filhos era uma forma de assegurar que alguns sobreviveriam. A medicina melhorou, assim como a infraestrutura e muitas outras coisas que ajudaram a mortalidade infantil cair. Com isso, a taxa de natalidade também caiu.

• Qual foi o último lugar na Terra descoberto pelos humanos?
• Este vídeo fará você aprender pelo menos uma curiosidade sobre vários países do mundo

No entanto, nem todos os países seguiram essa tendência ao mesmo tempo. Irã e Bangladesh, por exemplo, estão se estabilizando nesse momento e muitas outras nações que possuem um PIB menor ainda estão longe de alcançar bons números nesse aspecto. Com o tempo, as coisas vão se estabilizar no mundo todo e o crescimento exponencial da população começará a cair. Pelo menos é o que prevê o pessoal do canal Kurzgesagt.

Essa queda no crescimento da população é importante porque a automação está cada vez mais presente e teremos que pensar na oferta menor de empregos de baixa remuneração com o mínimo de proteção aos trabalhadores. Em um vídeo super detalhado sobre os estágios de transição demográfica, eles explicam os motivos para esse otimismo. Assista abaixo (com legendas em português):