A indiana Ringing Bells levantou suspeitas em fevereiro quando decidiu lançar o smartphone mais barato do mundo, custando o equivalente a R$ 15. Meses depois, ela diz que está pronta para lançar este e outros celulares.

O Freedom 251 possui tela de 4 polegadas, processador quad-core de 1,3 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de memória interna com suporte a microSD. As câmeras têm 8 e 3,2 megapixels, e a bateria tem 1.800 mAh.

Segundo o Times of India, que testou o aparelho, “ele rodou rapidamente a maioria dos apps pré-instalados sem qualquer problema”. Para a BBC, “ele parece funcionar como um smartphone básico”. Ele roda Android 5.1 Lollipop.

Em fevereiro, a Ringing Bells apresentou um aparelho totalmente diferente como sendo o Freedom 251 – era, na verdade, uma versão modificada do indiano Adcom Ikon 4. Para disfarçar, a empresa passou tinta branca por cima do logotipo:

freedom 251
A “versão antiga” do Freedom 251, na verdade uma variante do smartphone Adcom Ikon 4

O fundador e CEO Mohit Goel disse à agência IANS: “nós aprendemos com os nossos erros e decidimos ficar em silêncio até lançarmos o produto. Agora, temos um celular dual-chip de 4 polegadas pronto para entrega. Eu me sinto justificado”.

A Ringing Bells diz à BBC que o aparelho custa o equivalente a R$ 57 para ser fabricado, valor parcialmente subsidiado pelos apps embutidos no sistema. Assim, cada aparelho daria prejuízo de R$ 7, que a empresa espera compensar com maiores volumes de produção, e com subsídios do governo indiano.

Enquanto isso, o Ministério das Telecomunicações da Índia e a Indian Cellular Association – entidade que representa as fabricantes de celulares na Índia – fizeram avaliações independentes, e dizem que o smartphone não pode custar menos de R$ 130 para ser fabricado. Se for o caso, o prejuízo seria ainda maior.

Freedom 251 novo

Goel afirma que o Freedom 251 é fabricado com “peças arrematadas a preços baixos” de Taiwan, e montado em uma fábrica no norte da Índia. Segundo a empresa, as primeiras 200.000 unidades estão prontas para serem entregues aos clientes. No início do ano, ela prometia entregar 5 milhões de unidades até junho, o que não aconteceu.

Além disso, a data de entrega dos smartphones foi adiada de 30 de junho para 6 de julho, quando a empresa promete fazer um evento para anunciar novos produtos: os smartphones Elegance e Elegant, e os celulares simples Boss, Hit, King e Raja. Goel diz à agência IANS que também vai anunciar uma TV de 32 polegadas de alta definição que custará menos de R$ 500. Ficaremos de olho.

[Times of IndiaBBCIANS]


Fotos: TECHie/YouTube, Saurabh Das/AP e Wikipédia