O objetivo descrito da peça de roupa é permitir que mulheres com casamento em mente possam essencialmente vestir suas amicoes, com um contador regressivo (pra que?) no tórax, relógio, porta-caneta e porta-carimbo (para firmar contratos de casamento) e um receptáculo de anel que apita “A Marcha Nupcial” quando preenchido.

O conjunto todo parece que atrairia mais pegadas não-solicitadas nos seios do que propostas de casamento, mas pegadas em seios são um notório precursor ao matrimônio. Isso é fato. Em uma notícia à parte, em alguma parte de um subúrbio calmo de Tóquio uma professora aposentada de feminismo acaba de engolir uma arma.

Como ele não está atualmente à venda e por ser, digamos, patentemente ridículo, o sutiã é mais uma jogada publicitária jocosa do que qualquer outra coisa. Mas isto não impediu que as agências de notícias japonesas fizessem uma cobertura como se fosse o Michael Jackson, como pode se ver abaixo. [Reuters via Japanprobe]