Os tablets com Windows 8 não tiveram uma aceitação muito grande pelo mundo. No Brasil, pouquíssimos modelos foram lançados, e os que vieram custam muito caro.

Enquanto a Microsoft se prepara para levar o Windows 8 a tablets menores, a Dell traz ao Brasil um modelo com tamanho – e preço – semelhantes aos do iPad. Agora vai?

O Dell Latitude 10 Lite chega ao Brasil por R$1.899 na configuração Wi-Fi de 64GB. Como ele roda Windows 8 (em vez do RT), você consegue usar qualquer tipo de programa nele: tanto os apps Metro, como os legados do Windows 7 e anteriores.

Claro, ele não rodará qualquer programa, pelo menos não muito bem: o limite são as especificações. Ele tem a mesma configuração do Latitude 10 Standard lançado em janeiro: processador dual-core Intel Atom de 1,5GHz, 2 GB de RAM, e 64 GB de armazenamento SSD. A tela IPS capacitiva tem 10,1 polegadas, resolução de 1366×768 e usa Gorilla Glass.

latitude10-lite 2

Ele ainda vem com Bluetooth, entrada USB 2.0, slot para cartão SD e duas câmeras (frontal e traseira). O tablet tem corpo de liga de magnésio, 10,5 mm de espessura e pesa 658g. Ele promete 10h de bateria. É tudo igual ao Latitude 10 Standard, que custa mais caro.

Então como a Dell conseguiu reduzir o preço? O Latitude 10 Lite não tem 3G (nem GPS), ao contrário dos outros modelos. E ele recebeu várias mudanças bem sutis: ao contrário dos modelos mais caros, a bateria não é removível; não há uma opção de 128GB; e a touchscreen não tem suporte a caneta stylus da Wacom. Funções voltadas a empresas, como leitor de impressão digital e leitor de smartcard, também foram removidas.

Há acessórios disponíveis para o Latitude 10 Lite, como uma docking station que promete aumentar a duração da bateria. Não há um teclado específico para ele: você pode usar qualquer teclado ou mouse Bluetooth, mas isso pode deixá-lo menos portátil.

Por R$1.899, vale a pena comprar um tablet com Windows no Brasil? [Dell]