Na terça-feira (12), a Imperial College, em Londres, divulgou um novo levantamento que mostra que a taxa de transmissão de Covid-19 no Brasil aumentou para 1,21. O número indica que cada 100 pessoas infectadas contaminam outras 121. Considerando a margem de erro, esse valor pode variar entre 1,40 e 1,14.

O dado atualizado representa um aumento de 16,34% em relação ao relatório anterior de 4 de janeiro, que ficou na média de 1,04. Essa é a segunda maior taxa de transmissão registrada no Brasil – em novembro, o número chegou a 1,30. Os menores níveis foram em 17 de agosto e 26 de outubro, quando o índice foi de 0,98, conforme aponta a CNN.

Com base no número de mortes por Covid-19, o estudo classificou o Brasil entre os países que apresentam crescimento na transmissão do vírus. Na lista, figuram também os Estados Unidos, México e Reino Unido. Com isso, a estimativa é que esta semana termine com 5.700 mortes pela doença no país.

Com mais de 203,6 mil mortes e mais de 8,1 milhões de casos confirmados, o Brasil ainda é o segundo país com maior número de infecções por Covid-19, atrás apenas dos EUA. Já em relação à taxa de transmissão, o Brasil ocupa a 13ª posição, enquanto a Guatemala está no topo do ranking, com 1,69. Em seguida, estão Portugal (1,42), Reino Unido (1,38) e Honduras (1,31).

[CNN, G1]