TCL deixará de vender smartphones BlackBerry em agosto

Desde 2016 é a TCL que fabrica aparelhos licenciando a marca BlackBerry, que já foi sucesso estrondoso entre executivos e todo tipo de profissional que trocava muito e-mail.

Imagem: Alessandro Feitosa Jr

Já faz tempo que a marca BlackBerry deixou de ser preferência em celulares e não lança produtos próprios. Desde 2016 é a TCL quem fabrica aparelhos licenciando a marca que já foi sucesso estrondoso entre executivos e todo tipo de profissional que trocava muito e-mail. Agora, essa parceria chegou ao fim.

Em um tuíte, a TCL disse que não possui mais os direitos para projetar, fabricar ou vender quaisquer celulares futuros com a marca BlackBerry. As vendas dos modelos atuais deixarão de acontecer no dia 31 de agosto de 2020 e o suporte para quem já tem um aparelho vai até 31 de agosto de 2022 — isso inclui assistência técnica.

Os smartphones BlackBerry da TCL nunca chegaram a ser vendidos no Brasil, mas despertou algum interesse da ala nostálgica. A marca já foi dona de 20% da fatia do mercado de celulares no mundo todo, como lembra o TechCrunch, mas isso foi quando os tecladinhos QWERTY ainda faziam sucesso e o mundo não tinha telas touchscreen tão boas — no final das contas, dá para dizer que o iPhone matou a BlackBerry, de certo modo.

O fim da parceria entre TCL e BlackBerry não deve deixar muitas cicatrizes, até porque a companhia detém apenas 1% do mercado de smartphones ao redor do mundo. O que ficou esquisito na nota publicada pela TCL no Twitter e que não há explicações sobre o fim do casamento, apesar da “parceria bem-sucedida nos últimos anos”.

O modelo de cooperação entre as duas empresas envolvia toda o processo de fabricação nas mãos da TCL, que usava o sistema operacional Android nos celulares. A BlackBerry fornecia a marca e alguns aplicativos próprios, além de arquitetura de segurança — esse último item, inclusive, é o que a empresa tem investido nos últimos anos.

Adeus, coisa horrorosa! Imagem: Alessandro Feitosa Jr/Gizmodo Brasil

No total, foram quatro smartphones BlackBerry feitos pela TCL. O primeiro foi lançado em 2017, o BlackBerry keyONE, que tinha um teclado físico e uma tela touchscreen que tornava o aparelho gigante. Ainda em 2017, eles lançaram o BlackBerry Motion uma versão mais “tradicional”, sem teclado físico.

Em 2018 ainda foram lançados o BlackBerry Key2 e BlackBerry Key2 LE. Eram sucessos do modelo com teclado físico; um deles com hardware bem menos potente.

Agora dá para bater o último prego no caixão dos smartphones BlackBerry. A não ser que alguém decida ressuscitar a marca novamente.

Sair da versão mobile