Elon Musk, o CEO da Tesla, anunciou em um tuíte na quarta-feira (24) que a empresa de carros elétricos agora aceitará pagamentos na forma de bitcoins. O preço do Bitcoin subiu cerca de 3% uma hora após o tuíte.

“Agora você pode comprar um Tesla com Bitcoin”, tuitou Musk na manhã de quarta-feira (24).

Musk explicou em um tuíte seguinte que os clientes fora dos Estados Unidos poderiam comprar Teslas com bitcoins “ainda este ano”. Ele também ressaltou que a empresa manterá o bitcoin como criptomoeda e não o converterá em moedas fiduciárias, como o dólar americano.

“A Tesla está usando apenas software interno e de código aberto e opera nós de Bitcoin diretamente. O Bitcoin pago à Tesla será retido como Bitcoin, não convertido em moeda fiduciária”, tuitou Musk.

Um aspecto do novo plano de bitcoin que não foi explicado? A Tesla definirá o preço de seus carros com base no número de bitcoins pagos ou na conversão da época? Se a Tesla começar a cobrar, por exemplo, um bitcoin por um carro, isso será o equivalente a cerca de US$ 52.000 hoje, mas pode ser muito mais alto ou mais baixo amanhã.

A Tesla divulgou em um documento de fevereiro junto à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) que a empresa havia comprado US$ 1,5 bilhão em bitcoin no início do ano.

Segundo o documento da SEC:

Em janeiro de 2021, atualizamos nossa política de investimento para nos fornecer mais flexibilidade para diversificar ainda mais e maximizar os retornos sobre nosso caixa que não são necessários para manter a liquidez operacional adequada. Como parte da política, que foi devidamente aprovada pelo Comitê de Auditoria de nosso Conselho de Administração, podemos investir uma parte desse dinheiro em certos ativos de reserva alternativa, incluindo ativos digitais, barras de ouro, fundos negociados em bolsa de ouro e outros ativos, conforme especificado no futuro. Posteriormente, investimos um total de US$ 1,5 bilhão em bitcoin sob esta política e podemos adquirir e manter ativos digitais de tempos em tempos ou a longo prazo. Além disso, esperamos começar a aceitar bitcoin como forma de pagamento por nossos produtos em um futuro próximo, sujeito às leis aplicáveis ​​e inicialmente de forma limitada, que podemos ou não liquidar no recebimento.

Assine a newsletter do Gizmodo

A Tesla não revelou o preço que a empresa havia travado, mas explicou que apostar em criptomoedas representava um risco substancial, dadas as flutuações extremas de preço. O preço do Bitcoin era de cerca de US$ 6.700 há um ano. Atualmente, ele está em mais de US$ 50.000.