A esta altura do campeonato, os fãs da Tesla estão bem cientes de que a empresa e seu CEO, Elon Musk, não são muito bons em cumprir metas e prazos. Portanto, a notícia a seguir pode chegar com um total de zero surpresas para a maioria das pessoas: o Cybertruck, primeira caminhonete elétrica da companhia — aquela que parece ter saído de Blade Renner —, teve seu lançamento adiado para 2022.

A informação vem do site Electrek. Agora, a página de pedido do veículo no site da Tesla afirma o seguinte: “Você poderá concluir sua configuração quando a produção [do Cybertruck] se aproximar em 2022”. A mensagem aparece nos formulários de pedido de todos os três modelos do Cybertruck com motor único RWD, motor duplo AWD e motor triplo AWD. Antes, as versões com motor duplo e triplo seriam as primeiras a ser fabricadas.

Anunciado em 2019, o Cybertruck entraria em produção no final de 2021. Contudo, a Tesla já vinha dando sinais de que a caminhonete não seria entregue este ano. Em janeiro, Musk disse que a empresa teria que ter “sorte” para entregar alguns Cybertrucks até dezembro. Mesmo assim, o bilionário afirmou que esperava que as produções em massa começassem em 2022.

Em julho, quando a Tesla divulgou seus resultados financeiros do segundo trimestre, a empresa manteve a data de produção do final de 2021 e declarou que o Cybertruck seria fabricado em sua Gigafactory, no Texas (EUA), após o Model Y. Só que este último tem previsão de começar a ser produzido no final de 2021, o que atrasaria a montagem do Cybertruck em alguns meses.

Veja bem: quando digo que a Tesla não é de cumprir lançamentos dentro do prazo, não falo como um insulto. Porém, embora eu não seja proprietária de um veículo Tesla e não tenha planos para isso, acredito que a produção e a entrega são compromissos que a empresa assume com o cliente. Se o cliente não quiser esperar, quem sou eu para julgar?

Também sejamos francos: o Cybertruck não parece ser uma caminhonete fácil de ser produzida, principalmente pelo formato do veículo — o corpo do exoesqueleto de aço inoxidável, por exemplo, exige novos processos de fabricação. Além disso, a Tesla afirmou que precisa encomendar certos equipamentos e máquinas para iniciar a produção.

Assine a newsletter do Gizmodo

Design futurista

O Cybertruck possui seis bancos na parte interna e carrega até 1.587 kg, além de um porta-malas grande de 2,83 metros cúbicos — dá para colocar até um quadriciclo. O chassis de aço aguenta a golpes de martelo ou impactos de bala, assim como os vidros. A caminhonete faz de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos na versão mais avançada Tri Motor AWD (tração nas quatro rodas), e a velocidade máxima atingida é de 210 km/h com um autonomia de 804 km longe de um carregador elétrico. O preço sugerido será a partir dos US$ 40 mil (cerca de R$ 211 mil).