Com os veículos elétricos se tornando rapidamente mais viáveis para viagens de longa distância, entusiastas gostam de forçar os limites do que seus carros são capazes de fazer em uma só carga. Dois homens em Denver, nos Estados Unidos, se prepararam para quebrar o recorde de distância percorrida por um carro elétrico em um Model 3 no último fim de semana e, depois de 32 horas, conseguiram. Infelizmente, agora o carro está se recusando a sair do lugar.

Motorista de Tesla é banido de auto-estrada após ser pego no banco do passageiro
Tesla admite que modo semiautônomo de condução estava ativo em novo acidente fatal

“Hypermiling” é o termo que os aficionados por veículos elétricos usam para o ato de espremer o máximo possível da bateria de seus carros dirigindo o mais eficientemente possível em uma rota. Os apaixonados pela Tesla Sean M. Mitchell e Erik Strait partiram na sexta-feira (25) para bater o antigo recorde de hypermiling em um circuito fechado perto do Aeroporto de Denver. A rota tinha cerca de 1,6 quilômetro, e eles dirigiram em velocidades entre 32 km e 48 km.

A Tesla avalia o alcance do Model 3 entre 354 km e 498 km em uma só carga — Mitchell e Strait esperavam alcançar 965 km. Eles transmitiram ao vivo sua jornada no YouTube, interagiram com os comentaristas, pegaram burritos em uma rede de pesca e, 32 horas depois, superaram o objetivo.

Depois de dirigir por 975 km, a bateria do Tesla morreu, e então a dupla comemorou o feito. De acordo com o Electrek, o recorde anterior de hypermiling era de 901 km. Alcançado o sucesso, Strait e Mitchell ligaram o Model 3 a um Supercharger e foram descansar.

Porém, no dia seguinte, depois de 24 horas de carga, descobriram que o Tesla ainda não estava pronto para a estrada. Ele não estava carregando e teve que ser guinchado até uma assistência técnica. “O Cento de Serviços não está aberto hoje, então o status do #Model3 tem que esperar até amanhã”, tuitou Mitchell no domingo (27). “Foi-me garantido que ele estará nas melhores mãos para ser analisado amanhã.” Considerando a dor de cabeça que o Model 3 tem sido para a Tesla ultimamente, temos certeza de que realmente ele estará nas melhores mãos. Só para esclarecer, o Model 3 não foi feito para percorrer um percurso tão grande, mas o problema pode ter sido causado por uma série de questões.

Normalmente, seria de se esperar que Elon Musk estivesse tuitando sobre o recorde fantástico que esses caras quebraram, mas ele se envolveu em problemas na “Twittosfera” no fim de semana e sumiu do mapa por um tempo.

[Electrek e Sean M. Mitchell]