Você se sente seguro ao tirar seus sapatos, esvaziar os bolsos e colocar seu notebook numa caixinha plástica em aeroportos nos EUA, certo? Pois não deveria. De acordo com o Departamento de Segurança Interna americano, a TSA (Administração de Segurança dos Transportes) tem feito um trabalho ruim. Ruim aqui quer dizer “falhar em detectar armas falsas em 95% das vezes”.

O número vem de uma recente investigação interna que colocou membros da “Equipe Vermelha” da Segurança Interna em checkpoints de segurança em 12 dos mais movimentados aeroportos do país. Em 70 testes anônimos, a TSA conseguiu pegar apenas três tentativas de passar com armas falsas pela segurança.

Parece ruim (e é) mas não chega a ser tão desesperador quanto você pode estar pensando. Membros da Equipe Vermelha estudam a fundo os protocolos da TSA. Eles sabem tudo que os checkpoints olham e como fazem isso — o que quer dizer que eles são capazes de elaborar planos quase perfeitos, praticamente sem falhas. Em teoria, isto é bem mais que um potencial terrorista iria fazer — mas a falha da TSA em quase todos os casos é completamente imperdoável.

De acordo com o canal ABC, o Secretário de Segurança Interna, Jeh Johnson, implementou imediatamente uma série de novos protocolos logo depois de ler o relatório. A agência terá muito trabalho para fazer pela frente. [ABC News]

Foto por Nam Y. Huh/AP