O TikTok está testando durações de vídeo de cinco minutos — uma forma de atender usuários que desejam criar conteúdo num formato ainda mais longo.

A notícia apareceu primeiro em um tuíte feito pelo consultor de mídias sociais Matt Navarra. Ele publicou um print screen de um informe do TikTok que anuncia que usuários, agora, terão como subir vídeos maiores na plataforma.

“Faça upload de vídeos de até 5 minutos de duração diretamente de seu telefone. Certifique-se de que você está usando a última versão do TikTok antes de testar a funcionalidade no seu aplicativo ou em tiktok.com”, diz o comunicado.

O TikTok começou a testar o upload de vídeos de três minutos ainda em dezembro de 2020, antes de liberar a função para o mundo todo em julho deste ano. De acordo com o site 9to5Mac, alguns usuários disseram ter recebido a liberação para criar vídeos de até 10 minutos. Isso, provavelmente, indica que o TikTok está testando vários limites de gravação até chegar a um consenso sobre qual deles funciona melhor.

A rede social de vídeos ficou famosa por hospedar conteúdos curtos, altamente compartilháveis e que podem ser consumidos em excesso exatamente por serem breves. Então, não se sabe ao certo como vídeos longos vão desempenhar entre audiências que retêm atenção por períodos cada vez menores. Vale ressaltar que os vídeos mais famosos da plataforma atualmente se baseiam em desafios virais em que pessoas se machucam gravemente ao cair de pilhas de engradados de leite. Isso, claramente, não demanda formatos de vídeo longos.

Assine a newsletter do Gizmodo

A notícia sobre a liberação de vídeos mais longos chega uma semana após Navarra também ter reportado que o TikTok está pronto para lançar o “TikTok Stories”. O formato é uma imitação do serviço oferecido por Instagram, Snapchat e Fleets, e consiste em permitir que usuários postem conteúdos que vão desaparecer após 24 horas. Ainda que o TikTok tenha confirmado que a criação de uma versão do Stories está mesmo nos planos, ainda não existe, até hoje, uma data exata para que a ferramenta possa ser liberada para uso do público geral.