TikTok testa recursos de realidade aumentada para bater de frente com o Facebook

Filtros, efeitos visuais, vídeos e mais funções podem ser beneficiadas com o uso da tecnologia de RA.

Imagem: Lionel Bonaventure (Getty Images)

Imagem: Lionel Bonaventure (Getty Images)

O TikTok está testando um novo estúdio para a produção de filtros, vídeos e outros conteúdos em realidade aumentada (RA). Os testes indicam que os criadores podem experimentar novos recursos no aplicativo, incluindo lentes e efeitos visuais.

O consultor de mídia social Matt Navarra foi o primeiro a identificar o novo kit de ferramentas, conhecido como “TikTok Effect Studio”. Nesta segunda-feira, a rede social confirmou os novos recursos para o TechCrunch, enfatizando que se trata de mais um “experimento” inicial na plataforma. Ou seja, pode ser que a funcionalidade não seja lançada oficialmente para todos os usuários. No momento, o Effect Studio está em fase de testes fechados em alguns mercados selecionados, incluindo os Estados Unidos.

Em uma página dedicada à novidade, os usuários são convidados a “inscrever-se para estar entre os primeiros a obter acesso” quando o recurso for lançado e, em seguida, deverão preencher um cadastro com nome, e-mail, username no TikTok, empresa, nível de construção de experiência para RA e quaisquer links para portfólios ou efeitos que eles já tenham criado. Curiosamente, o formulário também pergunta aos usuários se eles estão operando um Mac ou um PC, o que pode indicar que o TikTok ainda não tem certeza de como construir suas ferramentas para melhor atender aos desenvolvedores interessados.

O novo site permite que criadores e desenvolvedores construam uma comunidade em torno de novas experiências e recursos que podem ser aplicados aos vídeos de formato curto do TikTok. Vários dos principais concorrentes da plataforma, incluindo Facebook e Snapchat, já oferecem ferramentas próprias para que os desenvolvedores tenham maior controle criativo sobre quais efeitos aparecem dentro dos respectivos aplicativos.

Os recursos de RA têm se tornado cada vez mais atraentes, embora sejam maneiras complicadas de as plataformas atraírem novos usuários de todas as idades. É verdade que muito dessa tecnologia já é utilizado através dos filtros e efeitos visuais presentes nas redes sociais, popularizando o uso dessas opções. Contudo, no caso do TikTok, ainda falta uma simplicidade maior para ampliar essas funções.

No caso do Facebook e do Snapchat, que obtiveram sucessos semelhantes com realidade aumentada nos últimos anos, algumas estratégias diferentes foram adotadas por cada plataforma. Para a rede de Mark Zuckerberg, seu software de RA alcançou 600 mil criadores em 190 países, tornando-se a maior plataforma de realidade aumentada móvel do mundo. Já o Snapchat, apesar de ter sido ofuscado por outros serviços de mídia social, estreou em maio deste ano a quarta geração de seus óculos inteligentes com visores RA integrados.

Sair da versão mobile