“Top Gun: Maverick” mal estreou e já é cotado para marcar a carreira de Tom Cruise — bem, pelo menos no quesito arrecadação em bilheterias. Isso porque, segundo relatório divulgado pelo site Deadline, é estimado que o novo filme chegue a US$ 180 milhões na estreia mundial. Nenhum outro filme estrelado por Cruise arrecadou tanto.

A efeito de comparação, “A Múmia” de 2017 ainda lidera o ranking, com US$ 172,3 milhões, durante seu primeiro final de semana. Vale lembrar que este montante inclui estreias na Rússia e na China, mercados importantes, onde “Top Gun: Maverick” não deve ser exibido. 

Outra marca importante de “Top Gun: Maverick” é a quantidade de cinemas em que ele ficará em cartaz. O filme vai dominar 4.727 salas na América do Norte, se tornando o lançamento mais abrangente da história da região, superando O Rei Leão (2019), que foi exibido em 4.725 salas na sua estreia. 

Marketing pesado

“Top Gun 2” surgiu para o mundo no final de abril, com uma prévia no CinemaCon em Las Vegas. A estreia mundial aconteceu cheia de pompa na base naval de San Diego, onde o tapete vermelho foi estendido no porta-aviões USS Midway.

A cereja do bolo foi o Festival de Cinema de Cannes na semana passada, onde Cruise recebeu um Palma de Ouro surpresa. Depois, foi a vez de uma estreia no London Royal e em Tóquio. O Japão é um país importante para Cruise, onde “Missão: Impossível – Efeito Fallout” arrecadou mais de US$ 42 milhões. 

Todo esse hype culminou nos 97% de aprovação no Rotten Tomatoes, o suficiente para convencer o espectador de que vale a pena gastar por um ingresso na estreia.

Independentemente de “Top Gun: Maverick” ultrapassar ou não os três dígitos em seus primeiros três dias, o filme está se tornando uma vitória para a Paramount . No cenário atual do cinema, é raro que títulos como “Top Gun” sejam capazes de arrecadar esse tipo de dinheiro em um único fim de semana. 

“Top Gun: Maverick” chega aos cinemas nesta quinta-feira, dia 26 de maio.