Desde que eu sou criança, toda Copa do Mundo traz o mesmo tipo de publicidade: se a Espanha vencer, você ganha uma TV de GRAÇA! Por décadas, ninguém ganhou… Até essa vitória. Agora, a Toshiba está tentando escapar de sua própria promoção.

“Si la Roja gana, tú ganas”, dizia a publicidade com letras garrafais em revistas, jornais e comerciais de televisão.

Se a Roja ganhar, você ganha.

Compre um laptop da Toshiba com o novo processador Intel Core i5 2010 ou uma TV Toshiba e se a Espanha ganhar a final, nós daremos seu dinheiro de volta.

E foi isso. Bem claro e direto ao ponto… a menos que você não tenha lido as letras miúdas, que não estavam disponíveis em nenhuma das peças publicitárias, apenas visível no site da empresa. Lá, as regras diziam que você devia registrar seus produtos antes de 17 de Julho Junho para estar dentro da promoção. Claro, praticamente ninguém fez isso, porque a publicidade não falava nada sobre registrar-se ou qualquer outra necessidade. Era apenas “compre nossos produtos e nós daremos seu dinheiro de volta se a Espanha vencer a Copa”.

Depois dessa, os consumidores da Toshiba e associações de consumidores da Espanha levantaram seus punhos contra a empresa, exigindo o dinheiro de volta exatamente do jeito que a publicidade dizia, sem nenhum tipo de registro. A promoção dizia que o dinheiro voltaria até o dia 2 de Agosto, outra informação que não estava na publicidade, apenas nas letras miúdas do site.

Claro que a Toshiba está dizendo que eles estão certos e que não tinham que avisar ninguém que seria necessário um registro do produto. Para completar, eles deram a entender que os protestos são uma conspiração contra a marca. 

Segundo a Folha, a Facua, uma associação de consumidores, advertiu a Toshiba. Mas o que mais preocupa a entidade são as pequenas empresas que “se aventuraram sem medir suficientemente as consequências” e que dificilmente terão condições de devolver todo o dinheiro. Já no Brasil, um país deveras arriscado para brincar assim, já que ganhamos 5 das 19 Copas, a TomTom deve ter vibrado muito com o fato de não ter de devolver o dinheiro para quem gastou 799 reais no GPS TomTom XL. Aposto que eles aprovaram a campanha do Dunga. [Muy Computer, Muy Computer e Folha]