Um estudante e um professor da Universidade da Pensilvânia criaram um sistema que transmite dados a 1 Gbps usando luz infravermelha. E eles acham que podem conseguir velocidades ainda mais altas.

No mês passado, a Siemens conseguiu chegar a 500 Mbps usando LEDs, mas essa solução com infravermelho chega ao dobro da velocidade:



O sistema enviou dados de um ponto a outro de uma sala usando um raio de luz infravermelha que estava apontado para o teto. O reflexo foi captado por um sensor fotossensível modificado. A dupla afirma que suas pesquisas mostram que o sistema poderia suportar velocidades "bem maiores" que 1 Gbps.

Apesar de ainda haverem alguns obstáculos para que a transmissão óptica sem fio torne-se viável comercialmente, o professor que liderou o projeto acredita que, se essa tecnologia continuar a se desenvolver assim, poderá haver aplicações práticas para o sistema dentro de três anos. [PSU via Technology Review]