Depois de o Tumblr misteriosamente desaparecer da App Store, da Apple, no mês passado, parece que ele voltou. A reaparição do aplicativo na plataforma nesta semana vem depois de sua controversa e difamada proibição de conteúdo adulto, que a empresa disse que entraria em vigor em 17 de dezembro.

Após o seu desaparecimento inicial, alguns especularam que o Tumblr tivesse ficado indisponível na App Store como resultado de pornografia infantil em sua plataforma. Esses rumores foram confirmados no final de novembro, depois que a empresa disse em uma atualização em sua página de ajuda que uma auditoria de rotina tinha descoberto imagens relacionadas a abuso sexual infantil.

Duas semanas depois, a companhia anunciou que suas diretrizes comunitárias haviam sido atualizadas para refletir a próxima proibição do Tumblr em todo o site sobre “imagens, vídeos ou GIFs que mostram genitais humanos reais ou mamilos apresentados por mulheres”. O CEO do Tumblr, Jeff D’Onofrio, caracterizou a decisão como um movimento em direção a um “Tumblr melhor e mais positivo”.

“Passamos um tempo considerável pesando os prós e contras da expressão na comunidade que inclui conteúdo adulto. Ao fazer isso, ficou claro que, sem esse conteúdo, temos a oportunidade de criar um lugar onde mais pessoas se sintam confortáveis para se expressar”, disse D’Onofrio em um comunicado no blog da empresa. “Resumindo: Não faltam sites na internet com conteúdo adulto. Vamos deixar isso para eles e concentrar nossos esforços na criação do ambiente mais acolhedor possível para a nossa comunidade.”

Desde que o Tumblr anunciou sua aparente guerra contra a pornografia, muitos têm apontado as comunidades e pessoas afetadas pelo apagamento de seu conteúdo adulto, principalmente profissionais do sexo e outros grupos marginalizados que encontraram um abrigo seguro na plataforma amplamente inclusiva e “sex-positive”. A ativista e profissional do sexo Liara Roux disse ao Gizmodo na semana passada que o site tinha sido “um lugar onde pessoas que são profissionais do sexo ou pessoas na comunidade gay, especialmente, têm sido capazes de construir espaços onde podem cultivar essas comunidades de nicho e promover seu trabalho”.

D’Onofrio disse que a empresa confiaria tanto em ferramentas automatizadas quanto em moderadores humanos para filtrar o conteúdo adulto, um esforço que já está se mostrando problemático. Como apenas um exemplo, um usuário que compartilhava uma imagem de um dedo humano em um post sobre braçadeiras de mão e pulso para pessoas com síndrome de Ehlers-Danlos teve seu conteúdo sinalizado como explícito. Há muito mais indicadores, no entanto, de que o Tumblr tem um caminho turbulento pela frente.

Apple e Tumblr não retornaram pedidos de entrevistas sobre a volta do aplicativo para a App Store, mas vamos atualizar este post se recebermos uma resposta. Enquanto isso, aproveite o que resta do Tumblr que conhecemos e amamos durante esse pouco tempo que nos resta.

[The Verge]