Ladrões fazem túnel em galpão na China para roubar US$ 230 mil em iPhones

Na China, os iPhones são bastante valiosos no mercado paralelo. Por isso, estão surgindo diversos casos envolvendo roubo em massa do smartphone da Apple.

Na China, os iPhones são bastante valiosos no mercado paralelo. Por isso, estão surgindo diversos casos envolvendo roubo em massa do smartphone da Apple.

>>> Como não contrabandear 94 iPhones pela alfândega

Segundo a agência de notícias Xinhua, três homens foram detidos em Pequim, suspeitos de invadir um galpão para roubar US$ 228.496 em iPhones 6.

A polícia de Pequim diz que os três rapazes invadiram o depósito escavando um buraco de 50 cm de diâmetro. Um dos suspeitos conhecia bem o local, pois trabalhava como motorista na empresa de logística que é dona do galpão.

Os suspeitos teriam então vendido os 240 iPhones e gastaram o dinheiro “em carros, ouro e jogos de azar”. Eles foram localizados depois que a polícia rastreou o número de série dos iPhones roubados.

Em outro caso, um passageiro foi detido na porta de entrada Futian, na fronteira entre China e Hong Kong, tentando contrabandear 94 iPhones, todos colados em seu corpo. Por que tanta gente está interessada em iPhones roubados? O AppleInsider explica:

Os iPhones no mercado paralelo permanecem em alta demanda na China, apesar da proliferação de lojas oficiais da Apple e revendedoras autorizadas. A competição para adquirir um iPhone é acirrada devido ao grande número de potenciais compradores, e os preços nas lojas tendem a ser maiores do que em outros locais, graças ao alto imposto sobre itens de luxo cobrado pelo governo chinês sobre os produtos estrangeiros.

A Xinhua nota que internautas chineses vêm chamando o iPhone 6 de “Rim 6”, referindo-se à história do rapaz que vendeu o próprio rim no mercado negro, em 2012, para comprar um iPhone e um iPad. Na China, o iPhone 6 custa o equivalente a quase R$ 2.300.

No Brasil, assaltos a fabricantes de smartphones são cada vez mais comuns. Em julho, a fábrica da Samsung em Campinas (SP) foi roubada no valor de R$ 20 milhões.

Em setembro, um bando assaltou uma carga avaliada em R$ 1,6 milhão de uma rodovia em Campinas, que seria levada para a Motorola. Em novembro, uma carga de produtos da Apple – avaliada em R$ 1,3 milhão – foi assaltada, mas logo recuperada, em uma estrada de Campinas. [Xinhua via AppleInsider via PhoneArena]

Foto por Joi Ito/Flickr

Sair da versão mobile