Se você pensava que o motor GE90 era uma obra de arte da engenharia moderna, é porque você ainda não conhecia essa belezinha aqui. O motor 9HA da General Electric é a turbina a gás mais avançada e eficiente já feita, e mesmo que não seja capaz de levantar um 787 do chão, esse produtor potente de eletricidade pode facilmente alimentar uma metrópole mediana.

Apelidada “Harriet”, esta turbina é fruto de mais de um bilhão de dólares em desenvolvimento da GE. Cada turbina é feita de materiais de ponta como lâminas de ventoinha de cristal único e compósitos de matriz cerâmica – muitos dos quais foram projetados para o 90X – construídos para operar sob temperaturas altíssimas (e assim produzir mais energia por unidade de tempo) sem quebrar, o que permite que ele atinja surpreendentes 61% de eficiência em produção de energia.

“Isso é tecnologia líder na indústria”, diz Mike Gradoia, gerente de marketing de produto para o Harriet, ao GE Reports. “Há 15 anos seria necessário o dobro de unidades para entregar a mesma quantidade de energia. Mas eles seriam menos eficientes, queimando mais combustível e gerando mais emissões.”

Divulgação

Além disso, o 9HA é incrivelmente inteligente para uma mecanização industrial. Cada turbina conta com mais de 3.000 sensores mecânicos, de exaustão e temperatura que mantém em ordem todos os aspectos da turbina. Esse fluxo constante de dados é enviado para centros de monitoramento adjacentes, apesar da GE estar trabalhando para integrar os dados à Internet Industrial.

Como o 9HA demora apenas 10 minutos para sair do ponto morto até a sua potência máxima, é uma solução ideal para cenários de produção híbrida de energia – como, por exemplo, emparelhar um desses com uma matriz solar ou de vento – já que ele rapidamente fica online para aumentar a taxa de produção das energias renováveis. E ao conectar o 9HA à Internet Industrial, a turbina será capaz de reagir a mudanças de condições sem a necessidade de guias humanos. [GE ReportsGE]