Quando TV a cabo se une à fibra ótica, ela fica melhor de várias formas: a troca de canais fica quase instantânea; sua TV fica mais inteligente; e ela vem acompanhada de internet rápida, o que é sempre bom.

Depois que a Vivo lançou seu serviço de IPTV por fibra ótica, agora é a vez da Oi – e ela promete alguns truques bem bacanas. No entanto, ela ainda é para poucos.

Você pode pausar programas e voltar em até 1h30 no que você estava assistindo; pode rever programas selecionados dos últimos 7 dias; e pode assistir TV no tablet ou celular – ou usá-los como controle remoto. A transmissão para outros dispositivos é feita via Wi-Fi; você recebe um roteador no momento da instalação.

Além disso, há alguns truques de Smart TV que o decodificador coloca na tela: acesso a redes sociais; conteúdo gratuito (notícias, rádio); conteúdo pago (Locadora Oi de filmes); e a possibilidade de ver fotos e vídeos do tablet ou smartphone direto na TV. Vale notar que você não precisa possuir uma Smart TV em casa: tudo isso é feito através da plataforma Mediaroom, da Microsoft – também usada pela Vivo TV Fibra.

Como ao chegar em sua casa, o sinal precisa ser convertido, você recebe um conversor ótico. Ele é ligado ao decodificador, que então é conectado à TV. Você também recebe um roteador Wi-Fi, para conectar dispositivos à TV. Tudo isso tem um preço, é claro: o pacote de TV HD mais simples, com 90 canais, custa R$160 mensais. Ele não oferece internet (exceto para uso da TV).

Também há planos apenas de internet via fibra ótica: o pacote de 50 Mbps sai a R$150/mês; enquanto a velocidade de 100 Mbps lhe custará R$190 mensais. Essas são as velocidades de download; o upload é de apenas 10 Mbps e 15 Mbps, respectivamente.

Você também pode adquirir os dois juntos, é claro. Nesse caso, a Oi vai dobrar a velocidade dos primeiros cinco mil clientes: ou seja, o pacote com 90 canais e internet de 50 Mbps na verdade terá 100 Mbps. O pacote de 100 Mbps também é dobrado para 200 Mbps. Os pacotes custam a partir de R$170 (R$200 para quem não é cliente Oi Fixo).

Infelizmente, tudo isso ainda é para poucos, mas não pelo preço: nesta primeira etapa, apenas certas áreas nos bairros da Zona Sul do Rio e Barra da Tijuca são cobertos pelo serviço. Depois, o serviço deve ser expandido para Belo Horizonte e outras capitais.

A Vivo TV Fibra, por sua vez, está disponível a partir de R$150 (com internet de 25 Mbps) em mais de vinte bairros de São Paulo, mais onze cidades do interior e litoral. Da mesma forma, a disponibilidade é limitada a algumas áreas das cidades.

Vivo, TIM e GVT também oferecem internet via fibra ótica, também em áreas limitadas. Torcemos que serviços de fibra ela se expandam ainda mais pelo Brasil – eu quero tudo isso aqui em casa, e logo. [Oi Fibra via G1]