O Channel One, um canal estatal russo, exibiu uma matéria neste domingo (3) com o ministro da relações exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, em um encontro recente com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Un. No entanto, um trecho da reportagem estava bem esquisito. Dá uma olhada no rosto do Kim à esquerda. O ditador foi photoshopado para parecer que estava sorrindo. E, sejamos honestos, nem foi um trabalho de edição tão bom assim.

TV estatal russa usa imagens de videogame em noticiário sobre a guerra na Síria
O cosmos é o limite: 60 anos da partida de Laika, a vira-lata cosmonauta

A estranha imagem foi exibida durante o “News of the Week” com Dmitry Kiselyoy no Channel One, um canal de notícias apoiado pelo Kremlin. Nos EUA, o Channel One seria algo parecido como a PBS, caso a emissora pública fizesse ameaças de morte veladas a “traidores”.

Primeiramente vista pelo Fake_MIDRF, uma conta do Twitter pró-Ucrânia que se dedica a encontrar armações da mídia russa, você consegue ver a diferença na foto postada no Twitter do ministro das relações exteriores e a foto que foi exibida no canal russo, que está disponível no YouTube.

Não está claro se foi o Channel One que fez o trabalho de edição, já que eles exibiram uma série de matérias positivas sobre o encontro de Lavrov com autoridades da Coreia do Norte. O mais esquisito é que não é a primeira vez que o Channel One exibe imagens falsas. O mesmo canal foi ridicularizado em fevereiro por exibir uma gravação de videogame durante uma matéria sobre a guerra na Síria.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deve se encontrar com Kim Jong Un em 12 de junho em Singapura. A Coreia do Norte quer ser reconhecida como um protagonista no cenário mundial, e eles estão conseguindo exatamente o que querem. No entanto, países como Rússia e China não querem que a Coreia do Norte fique muito bem com os Estados Unidos, não que haja alguma possibilidade de que isso ocorra no curto prazo.

Você pode assistir ao segmento da TV russa exibido neste domingo aqui.

A Rússia quer que seus cidadãos acreditem que países como a Coreia do Norte, um antigo amigo da União Soviética, nunca abandonaria essa aliança em detrimento de acordos com potências ocidentais — mesmo que isso demande que um canal coloque um sorriso no rosto do Kim. Mas no fim, toda essa operação só faz com que achemos a mídia russa menos confiável, dado que não é a primeira vez que ocorreu esse tipo de manipulação.

[Fake_MIDRF via Scott Rose]