A partir de agora, você não precisa ser um usuário selecionado, nem fazer gambiarras para reclamar muito no Twitter em 280 caracteres. Em testes desde setembro, o novo limite para tweets foi liberado para todas as pessoas na plataforma, então se prepare para o famigerado textão do Twitter. Os únicos excluídos da brincadeira são os usuários que escrevem em japonês, coreano e chinês, que, segundo o Twitter, conseguem se expressar utilizando menos espaço.

• Este usuário de Twitter explorou uma brecha para postar um tweet de 35 mil caracteres
• Esta conta no Twitter está postando imagens encontradas no computador de Bin Laden

A plataforma ofereceu alguns dados para justificar a alteração. Segundo eles, 3,5% dos tweets em português e 9% dos tweets em inglês atingem o limite de 140 caracteres e que, por isso, muitas pessoas podem desistir de publicar alguma coisa. Entre as pessoas que puderam testar as publicações com 280 caracteres, apenas 0,2% dos tweets em português atingiram o espaço máximo. Além disso, 5% dos tweets enviados tinham mais do que 140 caracteres e 2%, mais do que 190 caracteres.

Ou seja, apesar do novo limite, são poucos os tweets grandões. Deve ser pelo fato de conseguirmos falar a mesma coisa em menos palavras, temos uma prova aqui:

Outro fator positivo apontado por Aliza Rosen, gerente de produto da companhia, é de que tweets maiores levam a mais engajamento, e as pessoas que testaram o recurso ganharam mais seguidores e passaram mais tempo dentro da plataforma. “As pessoas que participaram do experimento nos contaram que um maior limite de caracteres fez com que se sentissem mais satisfeitas com a maneira como se expressam no Twitter, de encontrar um bom conteúdo e com o Twitter no geral”, escreveu Rosen.

Pronto, pode ir lá fazer o seu textão no Twitter.