O Twitter fez um post no dia 1º de abril dizendo que estava preparando um botão de edição. No fim das contas, não era brincadeira, a plataforma anunciou oficialmente que terá uma botão de editar postagens. O anúncio veio logo após Elon Musk, que recentemente adquiriu 9,2% das ações da empresa, realizar uma enquete sobre o tema em seu perfil.

O Microblog afirmou que o botão de edição já está em desenvolvimento desde o ano passado e negou que passou a trabalhar no recurso por influência da enquete realizada por Musk.

 

Sim, estamos trabalhando em um recurso de edição desde o ano passado!

Não, a ideia não veio de uma enquete

Estamos iniciando os testes no @TwitterBlue Labs nos próximos meses para saber o que funciona, o que não funciona e as possibilidades”

O Twitter divulgou um teaser para mostrar o funcionamento do recurso. No vídeo é possível observar que o botão de edição fica localizado no menu indicado pelo ícone de três pontinhos, no canto superior direito da tela. O botão de “editar tweet” aparece no final da lista, como é possível notar na imagem abaixo.

Atualmente, não é possível editar tweets, então caso aconteça algum erro de português que o usuário só perceba após a publicação, não tem alternativa, é preciso excluir o tweet e reescrevê-lo.

De acordo com o anúncio, o recurso será testado com os usuários do Twitter Blue, uma versão paga da plataforma, este modo dá acesso a testes e recursos antecipadamente. Durante os testes a empresa vai fazer ajustes no recurso e entender o que deu certo e o que não funcionou muito bem.

Algumas informações extraoficiais que circularam na internet apontam que a funcionalidade pode ter algumas limitações, se comparada com a mesma função de editar presente em outras plataformas de redes sociais. Segundo essas informações, a edição do post do Twitter será restrita a um limite de tempo, e após esse limite, o recurso não estará mais disponível.

Sem coisas como limite de tempo, controle e transparência sobre o que foi alterado, o recurso Editar pode ser utilizado indevidamente para alterar registros de conversas públicas“, afirmou Jay Sullivan, vice-presidente de produto da empresa.

Sullivan, destaca a necessidade de haver mecanismos para combater a desinformação e também tentativas de alterar as interações que ocorrem na plataforma. Resta saber se o Twitter conseguirá agradar os usuários e evitar o uso indevido do recurso. A implantação da funcionalidade é, sem dúvidas, um desafio para a plataforma, principalmente pela alta expectativa dos usuários.

Elon Musk pergunta se usuários querem botão de edição no Twitter

Elon Musk compra uma parte do Twitter e ações sobem na hora

 

Assine a newsletter do Gizmodo