Em seu mais recente esforço para promover conversas mais informadas, o Twitter está lançando um novo recurso para usuários Android que avisará quando você não tiver lido um artigo antes de retuitá-lo.

“Em um esforço para ajudar a iniciar conversas mais saudáveis, queremos ajudar as pessoas a saber o que estão compartilhando. Portanto, quando alguém está prestes a retuitar um artigo, mas não clicou no artigo vinculado, verá uma solicitação perguntando se deseja abrir o artigo antes de compartilhar”, disse um porta-voz do Twitter ao Gizmodo.

Se um usuário já leu o artigo, pode selecionar “retuitar” ou “retuitar com comentário” no prompt.

Tradução: Compartilhar um artigo pode começar conversas, então você talvez queira lê-lo antes de tuitar.

Para ajudar a promover discussões mais informadas, estamos testando um novo prompt no Android — quando você retuitar um artigo que você não abriu no Twitter, podemos perguntar se você deseja abri-lo primeiro.

Tentei checar se meu Twitter já tinha o recurso ativado, mas não estava rolando, mesmo depois de atualizar o aplicativo. A empresa deu ao Gizmodo um pouco mais de detalhes, dizendo que este novo recurso está atualmente em fase experimental, e está disponível para um número selecionado de usuários nos EUA e está limitado a artigos e tuítes escritos em inglês.

A disponibilização do recurso para um pequeno número de usuários permitirá que o Twitter observe o impacto que ele tem nos retuítes e possa fazer ajustes.

Mas as pessoas devem poder clicar em “não” para pode retuitar um artigo sem lê-lo primeiro. O pior cenário é que alguém precisa realmente clicar no link para abri-lo no aplicativo do Twitter e fazer com que o prompt desapareça para que possa retuitar alguma coisa, mas não parece ser o caso no momento. Ainda não está claro como este recurso vai lidar com artigos por trás de paywalls.

Não seria do interesse do Twitter impedir totalmente as pessoas de retuitarem coisas que não leram. Mas para aqueles, como nós, que reclamamos de outras pessoas de ler um artigo antes de comentar, é um pequeno senso de justiça ter uma plataforma de mídia social chamando a atenção deles também.

Isso não impedirá que todos retuítem um artigo sem lê-lo primeiro, mas talvez isso leve mais pessoas a lerem mais do que o título. O que provavelmente não fará é impedir a disseminação de notícias falsas, mas isso pode fazer alguém pensar duas vezes antes de retuitar um artigo, se ele parecer errado ou sem sentido.

O Twitter vem desenvolvendo atualizações e refinando algumas de suas políticas em um ritmo acelerado nos últimos meses. A plataforma de mídia social começou a colocar links de checagem de fatos em tuítes que vinculam o lançamento de 5G à disseminação de COVID-19. A rede também removeu um vídeo postado de Trump em homenagem ao George Floyd por violação de direitos autorais. Além disso, sinalizaram alguns tuítes do presidente dos EUA por glorificar a violência. Recentemente, lançou outro recurso para alguns usuários, que possibilita que eles restrinjam quem pode responder aos seus tuítes.