O Twitter lançou um novo recurso para combater spam e iniciativas de desinformação — adicionando bots suspeitos, links maliciosos e hashtags com spam à categoria “suspeito ou spam” que os usuários podem escolher ao denunciar violações dos termos de serviço do site.

• Twitter está suspendendo mais de um milhão de contas por dia em sua expurgação mais recente

A conta oficial de segurança do Twitter publicou a novidade nesta quarta-feira (31):

(“Não são permitidas atividades que tentem manipular ou perturbar o serviço do Twitter. Nós removemos isso quando vemos. Agora, você pode especificar que tipo de spam você está vendo quando denuncia, incluindo contas falsas.”)

“O novo fluxo de denúncias nos permitirá coletar informações mais detalhadas para que possamos identificar e remover o spam com mais eficiência”, disse um porta-voz do Twitter ao Verge. “Com mais detalhes para analisar, adicionaremos mais recursos aos nossos processos de análise.”

Esta é uma mudança positiva, se não atrasada. Não há dúvidas de que contas de bots automatizados desempenham um papel na amplificação de alguns dos piores comportamentos no site — basta olhar para a polêmica semifake que se desenrolou no site em torno de Star Wars: Os Últimos Jedi.

Entretanto, ainda não está nem um pouco claro se o papel que os bots desempenham na disfunção admitida pelo próprio site seja tão importante quanto, digamos, a tão documentada relutância da rede social em aplicar suas próprias regras contra assédio e discurso de ódio. E qualquer um que tenha passado mais do que um breve período no site pode confirmar que certos usuários disparam acusações de que qualquer um que discorde deles são um “bot”, pra lá e pra cá (“sai pra lá, bot”, “bot é você!”, “Não, bot é VOCÊ”, “bloqueado e denunciado, bot”, “ih, o bot ficou puto e me bloqueou”).

De qualquer forma, há muito tempo o Twitter tem tentado controlar o monstro dentro de sua plataforma, fazendo pequenos ajustes como esse, enquanto mudanças mais drásticas que as lideranças do site imaginaram, como se livrar das curtidas, seguem no plano da imaginação. Pelo menos por enquanto, essa novidade vai ter que servir.

[The Verge]

Imagem do topo: Getty