Entre as dezenas de desafios que a Uber enfrenta, a segurança de motoristas e passageiros é um dos que vira e mexe entra em pauta. O aplicativo aparentemente está testando um recurso que permitirá que os passageiros comecem a gravar o áudio da corrida direto do aplicativo, caso sintam que possam estar em perigo.

O áudio supostamente seria enviado direto para a companhia e poderia servir como prova em caso de disputas entre passageiros e motoristas.



A funcionalidade foi descoberta pela pesquisadora Jane Manchun Wong, que tem um bom histórico em antecipar recursos que serão liberados para os usuários. Segundo Wong, ela não testou a opção por não estar em uma corrida quando encontrou o botão via engenharia reversa.

No ano passado, a Uber adicionou em seu aplicativo um botão para compartilhar a localização com amigos e outro para contatar rapidamente a polícia. A gravação do que está acontecendo no carro seria uma adição a essas medidas de segurança.

Recentemente, o Washington Post publicou uma reportagem que indicava que a empresa instruiu seus funcionários de atendimento ao cliente a proteger a companhia e não divulgar casos de violência, principalmente de assédio e abuso sexual.

A gravação de áudio da corrida já é amplamente utilizada pela Didi Chuxing, concorrente chinesa da Uber. No caso do app chinês, absolutamente todas as corridas têm o áudio gravado – não é possível pedir um carro sem antes aceitar essa opção.

[Engadget]