Usando um protótipo rápido para aprimorar seu design, o implante personalizado de Tal Golesworthy foi criado para ajudar pacientes com síndrome de Marfan, doença que causa a expansão e rompimento da aorta. Assim, quando ele descobriu que precisaria instalar uma válvula mecânica – um procedimento de risco que envolve remover parte da aorta – Golesworthy decidiu criar sua própria solução. Armado com MRI, CAD e tecnologias de prototipagem rápida, Golesworthy criou um modelo 3D perfeito da sua aorta (veja a foto). Quando a versão final voltou do laboratório, ele trabalhou com médicos para desenvolver uma capa protetora de malha de polímero que se ajustaria a sua aorta e preveniria sua ruptura. Não seria apenas o procedimento mais seguro, como também se reduziriam as possibilidades de complicações por coágulo sanguíneo.

O processo inteiro demorou 2 anos, desde a concepção até o produto finalizado, e além das 23 pessoas que já passaram pelo procedimento, 7 outras já estão a fim. Golesworthy diz que este acabará sendo o procedimento padrão. [The Engineer via Medgadget via Boing Boing]