As salas de cinema são lugares diferentes. Além da telona e do áudio acima da média, há todo um significado no ritual de se deslocar de casa até um outro local e sentar-se com um monte de estranhos em uma sala escura para ver um filme. Essa parte simbólica é difícil de replicar em casa, mas a parte técnica, não. Em breve, bastará um smartphone ou um tablet com Snapdragon 800.

O Snapdragon 800 trará para dentro de equipamentos portáteis o melhor do entretenimento doméstico. A nova versão do SoC, equipada com uma GPU Adreno 330, será capaz de servir vídeos em UltraHD, a maior resolução disponível atualmente, e sistemas de som surround 7.1 em fones de ouvido. Não se assuste: será bem comum ter mais poder de entretenimento no bolso do que na sala de estar.

Para demonstrar o poder do Snapdragon 800 na hora de ver filmes, a Qualcomm preparou, durante a CES 2013, que aconteceu em Las Vegas no começo do ano, um mini-cinema com isolamento acústico baseado em um tablet com este SoC. Com sete lugares, sistema de áudio com 7.1 canais e uma TV UltraHD de 84″ ligada ao tablet, os expectadores curtiram um trailer do fime Pacific Rim e alguns exemplos em altíssima resolução.

Essa demonstração serviu também para mandar o recado de que o Snapdragon 800 não será restrito a smartphones e tablets. A Qualcomm espera vê-lo em sistemas automotivos, set-top boxes e outros dispositivos mais inusitados.

Na foto, Paul Jacobs, CEO da Qualcomm, e o cineasta Guillermo del Toro (diretor de O Labirinto do Fauno e roteirista de O Hobbit) na CES 2013.

O Gizmodo Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.