Do que diabos esse rabanete está falando? Na realidade é bem simples, e não tão brega quanto esse diário de bordo fictício pode sugerir. Sério mesmo!

Cientistas da NASA, na expectativa de aprender mais sobre a resistência de comidas quando guardadas à vácuo, colocaram uma variedade de vegetais num vácuo súbito para registrar os resultados. Surpreendentemente, um rabanete de apenas 20 dias de idade, um alface e um ramo de trigo não foram afetados em nada durante 30 minutos. O vácuo, que em 15 segundos é destruidor e cruel ao corpo humano, não impediu que as plantas se recuperassem e continuassem suas atividades até o retorno às condições normais.

Na realidade, após a exposição as plantas continuaram crescendo normalmente até o momento em que foram colhidas, uma semana depois. Um grupo de controle, cultivado e colhido normalmente, teve o mesmo peso e visual do grupo que enfrentou o vácuo. Essa é uma boa notícia para viagens espaciais futuras, caso a carga seja exposta ao vácuo durante o caminho, ou mesmo para casos de pressão extremamente baixa do ar, como na superfície de Marte.

As plantas são “muito plásticas e resistentes”, disse Fred Davies, pesquisador da Texas A&M. Aposto que ele e sua equipe adoraram ver esse resistente rabanete num prato de salada após os testes. [New Scientist]