Astrônomos russos usando o telescópio da International Scientific Optical Network (ISON) descobriram um cometa que deve fazer a sua aparição pertinho da Terra em dezembro de 2013. Chamado C/2012 S1, espera-se que ele seja o visitante do nosso sistema solar mais brilhante do último século — um cometa que será consideravelmente mais brihante que  Hale-Bopp (1997) e o Cometa Harley (1986). O pedação de rocha e gelo deverá permanecer visível por até três meses.

O cometa foi descoberto em 21 de setembro por Vitali Nevski e Artytom Novichonok. O objeto atingirá seu periélio (o ponto mais próximo do Sol) em 28 de novembro de 2013 a uma distância de 0,012 AU, ou quase 2,9 milhões de quilômetros. Em 1º de outubro de 2013, o cometa oscilará em direção a Marte e, então, à Terra em 26 de dezembro de 2013.

Cometa brilhante.Especialistas preveem que ele pode se transformar em um espetacular sinal no céu noturno — mas isso assume que ele não se desintegre antes disso. Como testemunhado por Elenin ano passado, um cometa pode se desmanchar a qualquer momento, principalmente quando se aproxima do Sol.

Escrevendo na Red Orbit, Lawrence Le Blond nota que o C/2012 S1 no momento passeia pouca coisa depois da órbita de Júpiter. “O cometa é, no momento, bastante discreto, mas na medida em que ele se aproximar do Sol, ficará bastante brilhante,” escreveu. “Ele será facilmente visível por astrônomos amadores, mas experientes, usando equipamento CCD nos próximos meses e será uma visão boa para binóculos em meados de setembro do no que vem e, em seguida, a olho nu, em novembro. Dependendo do brilho, o cometa deverá permanecer visível a olho nu do começo de novembro de 2013 até meados de janeiro de 2014.

O C/2012 S1 não é o único cometa que nos fará uma visita no ano que vem. O cometa Pan-STARRS é esperado para março de 2013, embora segundo informações ele não será tão brilhante como esse nome. [Imagem de cima via. Imagem do corpo via.]