A humanidade não estaria onde está hoje se não tivesse aprendido a trabalhar em equipe, mas robôs demonstraram mais uma vez que eles são muito mais rápidos do que nós em se adaptar: uma barata robótica está ajudando um pássaro robótico a levantar voo, dispensando a necessidade de um ser humano para lançá-lo.

[youtube kumEJtsHuQo 740 416]

O Biomimetic Millisystems Lab, da Universidade da Califórnia em Berkeley emparelhou recentemente seu veloz corredor VelociRoACH com o voador H2Bird ornithopter. E a disputa não apenas elimina os seres humanos da equação. Projetar um robô que possa tanto voar quanto rastejar na terra é difícil, pois ele acaba sendo pesado, lento e desajeitado no ar.

Mas ter dois robôs como estes trabalhando em conjunto traz o melhor dos dois mundos para um explorador autônomo. A barata robótica pode escalar rapidamente o terreno irregular, mas, quando o solo se torna intransitável, ela também pode lançar o pássaro que fica em sua parte traseira. Ele exige uma certa velocidade para decolar, entretanto. E, como o levíssimo H2Bird, de apenas 13 gramas, tem uma bateria de duração extremamente limitada, seu alcance pode ser maximizado graças à barata, que pode levá-lo até mais perto de onde ele precisa para explorar. Infelizmente, não há trabalho em equipe que nós, humanos, possamos fazer para superar este.

[UC Berkeley Biomimetic Millisystems Lab via IEEE Spectrum]