Por um motivo ou outro, há quem tenha medo de ser pego com um laptop cheio de informações incriminatórias, quer você seja um ativista, ou um delator bem-intencionado, ou um criminoso. Mas um código simples pode dificultar as coisas para as autoridades.

O USBKill é a mais recente arma na corrida tecnológica entre polícia e hackers: um script para Windows, OS X e Linux que, após ativado, desliga seu computador se detectar qualquer atividade nas portas USB. Você pode dar uma olhada no código em Python neste link.



Por exemplo, se a polícia inserir um dispositivo USB que impeça o computador de entrar em modo suspenso (chamado de “mouse juggler”), ele desliga imediatamente.

Você também pode fazer algo diferente: inserir um pendrive vazio no PC e ativar o USBKill. Ao removê-lo, o computador desliga na hora.

Claro, desligar o computador é apenas parte da proteção. Você precisa criptografar seu disco rígido, para que ninguém consiga acessar seus dados ao ligar o PC de novo.

Mas e se a polícia obrigar você a entregar sua senha? Bem, o VeraCrypt – sucessor do TrueCrypt, que deu dores de cabeça até para a NSA – tem um truque para resolver isso.

Ele permite manter dois sistemas operacionais ao mesmo tempo, cada um com uma senha diferente. Você fornece a senha de um deles para as autoridades, e elas não devem encontrar nada demais. Digite a outra senha, no entanto, e você acessa o sistema que fica escondido no espaço “livre” do disco rígido.

VeraCrypt

A documentação do VeraCrypt explica:

Pode acontecer que você seja forçado a descriptografar o sistema operacional, ou a revelar a senha de autenticação pré-boot. Há muitas situações em que você não pode se recusar a fazer isto (por exemplo, sob extorsão).

O VeraCrypt permite que você crie um sistema operacional oculto, cuja existência deve ser impossível de provar (desde que certas diretrizes sejam seguidas). Assim, você não terá que descriptografar ou revelar a senha para o sistema operacional escondido…

Haverá duas senhas de autenticação pré-boot – uma para o sistema oculto, e outra para o sistema principal. Se você quer entrar no sistema oculto, basta digitar a senha dele na tela do VeraCrypt Boot Loader (que aparece depois que você ligar ou reiniciar o computador). Da mesma forma, se você deseja iniciar o sistema principal (por exemplo, quando solicitado por um adversário), basta digitar a senha dele.

Este é apenas uma opção; quem estiver bastante preocupado com a privacidade talvez conheça outros métodos. E assim continua a batalha entre hackers e autoridades. [USBKill via The Register]

Foto por Marc Wathieu/Flickr