A Califórnia teve um fim de semana de apagões, tempestades estranhas e um tornado induzido pelo fogo. E não foi só isso: o estado também alcançou o recorde de maior temperatura registrada na Terra.

O Vale da Morte atingiu 54,4 graus Celsius no domingo (16). Os dados ainda precisam ser confirmados, mas se forem, este domingo terá sido o dia mais quente que o nosso planeta já registrou de maneira confiável.

A onda de calor que assola a Califórnia é brutal. Um pico de alta pressão criou condições de calor anormal em quase todo o estado. Isso geralmente é uma receita para temperaturas raras no Vale da Morte, um parque nacional que também é um dos lugares mais quentes da Terra.

No início deste verão no hemisfério norte, com condições semelhantes, o termômetro bateu 53,3 graus Celsius no local, no que era então a temperatura mais alta da Terra registrada no ano. Mas como estamos em 2020, as coisas tinham que piorar.

A leitura de 54,4 graus Celsius será examinada por uma equipe de especialistas para determinar sua validade. Essa equipe envolve o Comitê Nacional de Extremos Climáticos, que faz parte da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA). A Organização Meteorológica Mundial (WMO) também a examinará.

O que eles irão examinar, no entanto, é se esta é oficialmente a temperatura mais quente já registrada em agosto. Isso porque a temperatura oficial mais quente da Terra é uma leitura também do Vale da Morte de 10 de julho de 1913, quando a temperatura atingiu 56,7 graus Celsius.

Se você quiser começar uma briga entre meteorologistas, levante a questão da temperatura de 1913. A exatidão da leitura é muito disputada devido a uma série de fatores, incluindo sua inconsistência com outras leituras em toda a região naquele dia. A leitura de 56,7 graus Celsius é aceita como oficial, tanto pela WMO como pela NOAA.

Deke Arndt, o diretor do Centro de Clima do Centro Nacional de Informação Ambiental da NOAA, disse que é possível que o Comitê Nacional de Extremos Climáticos possa reexaminar o registro de 56,7 graus Celsius. Como antigo chefe do comitê, Arndt disse que “não estava interessado em reabri-lo”, mas o novo chefe “pode querer revisitá-lo, e é claro que eu apoiaria suas conclusões.”

Por enquanto, a temperatura de domingo tem uma chance de atingir o recorde de alta de todos os tempos já registrada em um mês de agosto, somente alguns graus abaixo do recorde oficial de todos os tempos.

Independente disso, acho que todos concordamos que 54,4 graus Celsius é bastante anormal, mesmo para o lugar mais quente da Terra. O registro aconteceu no que está se formando para ser um dos dois anos mais quentes de que se há registro, com recordes de calor na Sibéria, Iraque e até grandes faixas dos Estados Unidos.

A natureza pouco povoada do Vale da Morte facilita o recorde de calor deste fim de semana, mas partes mais povoadas da Califórnia também têm lidado com o calor insuportável.

A capital do estado, Sacramento, atingiu 45,6 graus Celsius no domingo. Além disso, toda a área da baía de São Francisco sofreu uma tempestade de trovoadas.

Isso pode ser normal para as pessoas que moram a leste do Mississippi, onde as tempestades de verão são comuns. Porém, esta costuma ser uma estação seca na Califórnia. A chuva de verão é rara, assim como as tempestades úmidas o suficiente para produzir relâmpagos. Além do pico de calor, os ventos também trataram de soprar a umidade tropical por conta dos restos do furacão Elida, que se formou no Pacífico na última semana.

Imagens capturadas no sábado mostram relâmpagos sobre o oceano e uma bizarra nuvem de rolo, que precederam as tempestades do meio-oeste da semana passada, chegando a Santa Cruz.

O raio também provocou inúmeros focos de fogo em todo o estado, incluindo o incêndio em Loyalton que causou um imponente tornado de fogo. E o estado tem realizado apagões para lidar com a enorme tensão que o calor colocou sobre as estações de energia.

A pior parte de tudo isso é saber que as coisas vão ficar muito, muito piores à medida que a crise climática se intensifica. Portanto, provavelmente deveríamos fazer algo a respeito disso.