Nos anos 70, os soviéticos criaram o programa Buran como uma resposta à NASA e ao programa espacial americano. Apesar de o ambicioso projeto ter sido abandonado após um único voo sem tripulação, grande parte de sua estrutura ainda está em pé nos dias de hoje.

A construção de naves soviéticas prosseguiu pelos anos 80, culminando com o lançamento de uma nave espacial, sem tripulação, em 1988. Todos os voos seguintes foram cancelados por falta de verba, mas os equipamentos do programa Buran continuam por lá, levando muito mais tempo para se deteriorar do que a política nacional que o construiu.

Vendo essas máquinas gigantescas em ruínas nos faz pensar como a evolução tecnológica costuma estar à mercê de questões políticas ou até mesmo da natureza. E também nos faz pensar quão animal seria um parque de paintball nesse lugar. [The Mystery World via Charlie Sorrel]