Veja diz que já há 20 mil iPads no Brasil em seu app caprichado

Enquanto Apple e operadoras enrolam para lançar o tablet da salvação no País, uma reportagem da última edição da revista Veja diz que há duas dezenas de milhares de iPads no Brasil, sem citar a fonte. "É um belo chute, afirma Pedro Burgos", é o que poderia estar escrito no texto, já que eu confirmo também via achômetro (Qual o seu palpite). Por sinal, eu li a matéria que diz isso no aplicativo da revista para o iPad, que é excelente, como mostramos no vídeo:

A navegação é rápida e intuitiva (e cheia de ícones para ajudar quem não entendeu). Ela segue a mesma lógica de outras revistas gringas como Wired e Time: no próprio aplicativo você faz a compra, escolhe qual número vai ler e pode navegar lateralmente (entre reportagens) e verticalmente (para avançar no texto). Algumas têm vídeos e imagens que você pode clicar para ver aumentadas. Não sei exatamente qual a mágica, mas uma edição da Veja é bem mais leve que a Wired (com seus mais de 400 Mega), apesar de você poder acessar todo o conteúdo offline normalmente.

Há menos publicidade que na versão impressa, porque aparentemente os anunciantes são diferentes: todas as propagandas tinham algum vídeo ou brincadeira interativa. No geral, só há boas notícias. Se é para ser um pouquinho chato, diria que a fonte padrão da revista não é a melhor opção: em algumas palavras, há letras (especialmente o "e") que têm alguns pixels cortados. Mas no geral é um bom trabalho.

Se você é um dos 20 mil que tem o iPad no Brasil, vale a pena experimentar: é de graça – a partir do próximo sábado ele custará US$ 4,99 por edição, quase o mesmo da banca, um preço bastante polêmico (quão mais barato deveria ser?). Ah, sim, o preço precisa ser em dólar, pro exigência da Apple/iTunes. 

Se você não gosta da Veja, antes de xingá-la nos comentários ao menos comemore o fato de que a Editora Abril colocou um time de 7 pessoas para desenvolver a revista para o tablet, que o trabalho ficou legal e que esse deve ser o primeiro esforço e publicação a receber esse tratamento. Que muitas outras sigam o exemplo, com opção para Android, por favor.

Sair da versão mobile