“Perigo! Alta voltagem. Não toque. Morte ou ferimentos graves podem ocorrer”, diz o adesivo amarelo no lado dessa arma injetora caseira de 1.25 quilojoule. Mas pode ficar calmo, ainda não inventaram vídeos que machucam:

Essa mini-bazuca movida a bateria demorou 2 anos para ser feita, de acordo com seu criador, o usuário Larsplatoon do YouTube, e conta com quatro caixas de capacitores, uma bateria de 2 volts, e um sistema de regulação de um velho telefone celular, para impedir que ela sobrecarregue.

Larsplatoon diz que trata-se de uma “Coilgun de 1.25 kJ" – nada menos do que 78 vezes a energia necessária para matar um ser humano – mas o pessoal do Make argumenta que essa é provavelmente a teórica saída máxima do capacitor. Pelos cálculos deles, 1.25kJ de energia amontoada torna essa arma mais perigosa do que uma .45. Mas mesmo que ela não tenha problemas em destruir os vidros no vídeo, ela não explode-os em milhões de pedaços.

Mesmo assim, se tratando de uma arma feita em casa, essa parece um pouco mais intimidadora do que este atirador de elásticos. [Make via PopSci]