Você já ouviu falar de eletrônicos que capturam eletricidade do calor, da luz e de fontes vibratórias individualmente, mas este novo chip do MIT é o primeiro capaz de fazer os três ao mesmo tempo. Apure os ouvidos e você ouvirá fabricantes de pilha tremendo.

Esforços anteriores em um microchip do tipo usavam apenas uma fonte de energia por vez, com o resto do potencial energético ignorado. Tornar possível o acesso às três fontes de uma vez só não apenas elimina essa ineficiência, mas aumenta o pico de capacidade de entrega de energia. Graças à sua arquitetura em duas via, ele também é capaz de armazenar o excedente de energia em uma bateria para uso posterior enquanto transfere energia para a tarefa do momento.

A pesquisa será publicada na IEEE ainda no verão (lá, inverno aqui), mas não há previsão de quando a tecnologia chegará a produtos comuns, do varejo. Quando isso acontecer, porém, será super útil para fazer trilhas e outros tipos de coleta de dados que precisa de pequenas quantidades de energia por períodos extensos. [MIT via Inhabitat]