Veja o que é possível fazer no Instagram, siga as pessoas certas e melhore suas fotos

O Instagram está recebendo 2 mil novos assinantes por minuto desde que chegou ao Android, hoje. Se você baixou o app agora e não sabe muito bem o que fazer com ele, vamos te ajudar a tornar a experiência instagrâmica mais legal.  Há um monte de gente que torce o nariz para o Instagram, dizendo […]

O Instagram está recebendo 2 mil novos assinantes por minuto desde que chegou ao Android, hoje. Se você baixou o app agora e não sabe muito bem o que fazer com ele, vamos te ajudar a tornar a experiência instagrâmica mais legal.  Há um monte de gente que torce o nariz para o Instagram, dizendo que há “apps que fazem a mesma coisa”, mas o segredo do sucesso dele não está simplesmente nos filtros, interface caprichada e fotos de comida e gatinhos, mas na comunidade de pessoas talentosas que passou a usar a rede. Eu tenho a sensação que seguir algumas pessoas e experimentar com as ferramentas do Instagram me fez um fotógrafo um pouco melhor. Os usuários que eu listo aqui embaixo (com fotos belíssimas selecionadas) fazem mágica com as câmeras dos seus telefones, e mostram que o segredo não está somente nos megapixels. Veja quem seguir:

 

O americano Bryce Lafoon é um dos mais seguidos do Instagram com o seu perfil @shape_shifter. Ele usa diversos filtros para colocar cores extremamente vívidas em paisagens absurdamente incríveis. Siga, deixe a inveja passar e comece a usar o Snapseed (dica: efeito “drama”) para alcançar resultados semelhantes.

 

Você já deve ter arranjado bonecos ou brinquedos para fazer fotos legais, né? Admite, você já fez. Mas ninguém faz isso melhor no Instagram do que @Iloveplaymo, perfil da brasileira que tem milhares de seguidores compondo cenas cinematográfica com adoráveis playmobils. Desconfio que ela use alguma dessas lentes para iPhone também. Qualquer que seja o segredo, vale seguir a fofura em forma de boneco dos anos 80.

 

Mastrangelo Reino, vulgo @mastrangelo é um fotógrafo brasileiro que, de Paris, manda fotos para vários jornais e sites brasileiros. Preste atenção em como ele enquadra coisas que poderiam passar desapercebidas ou ficarem banais. Mas, no enquadramento e com as cores certos, ficam sensacionais. Como estes dois instantâneos aqui.

 

@Fabiomoon e @gabriel_ba são hoje os quadrinistas mais premiados do Brasil, autores de alguns HQs brilhantes — faça-se o favor de ler Daytripper, que ganhou o Eisner ano passado. Por aqui eles compartilham esboços, o espaço de trabalho, além, é claro, de cenas do cotidiano. Nos cliques acima, as revisões de roteiro e o Batman & Robin de Fábio Moon.

 


Josh Johnson (@joshjohnson) é um perfil curioso no Instagram: ele lança desafios todas as noites e as pessoas postam fotos com o tag do dia. Ele seleciona algumas fotos legais e mostra para os seus 100 mil seguidores. É uma boa maneira de conhecer perfis legais e tentar emplacar a sua obra em uma “exposição” virtual.

 

Com 144 mil seguidores, Cole Rise (@colerise) é provavelmente a maior referência instagrâmica. Ele clica normalmente pessoas em poses dramáticas e paisagens desoladas, usando vários apps para refinar a imagem (contando os segredos nos comentários).

 

Honestamente, eu sei pouco sobre o Ricardo Borges (@ricardomborges no Instagram). Apenas que ele é um fotógrafo de Salvador que bizarramente tem poucos seguidores. Os seus retratos, fotos de pés e detalhes antropomórficos podem te inspirar.

 

A Ticiana Porto (@ticianaporto) tem as melhores fotos da cidade mais fotogênica do Brasil. E é incrível como sempre há um novo ângulo e uma nova cor quente a ser descoberta no Rio de Janeiro. E as fotos da Ticiana efetivamente parecem ter saído de Polaroids  de 30 anos atrás.

 

As pessoas parecem mais bonitas e felizes nas fotos do César O Valle, o @cesinha. Ele volta e meia aparece entre as melhores fotos do dia do mundo inteiro, orgulho do nosso País.

 

Um dia eu cliquei em “recomendados” no Instagram e apareceu o nome da Mari Wallig (@cmykchick), que eu sei que é brasileira mas vive mudando de lugar no mundo. Passei a acompanhar suas fotos incríveis, normalmente em P&B ou com aquele filtro earlybird. O mais legal é que um belo dia ela foi e elogiou uma foto minha, o que deixou meu ego todo feliz e me fez sentir amigo de instagram dela. #truestory.

 

E ah, já que você está entrando no Instagram, não deixe de stalkear nossa tchurminha:

No Instagram de Leo Martins / @leoeoleo você vai ver muitas piadas internas, placas bizarras, pessoas, comidas e bebidas felizes, paisagens paulistanas e a melhor foto do show do Mayer Hawthorne.

 

Na página da Marina Val / @ninaringo, a Midna (à esquerda, dando boas-vindas aos droiders) é a estrela. Outros bichos, doces (que ela faz!) referências a Portal e videogames também são marcas registradas.

 

No meu (@burgos) Instagram estão temas bem aleatórios. Qualquer coisa que tenha uma composição meio geométrica, cores diferentes e lembrancinhas de lugares legais que eu fui podem pintar. No destaque, um glaciar na Patagônia e a torre de Santiago Calatrava em Barcelona.

 

Dos nossos amigos do Giz americano, Jesus Diaz (@thejesus) é provavelmente o usuário mais assíduo do Insta. Lá você vai ver as fotos mais sensacionais que a humanidade já viu de bebedeiras, bichos, comida, paisagens de Nova York e autorretratos (esta é a cara dele, e ele é bem engraçado, acredite).

O Ghedin (@rghedin) só postou uma foto do seu Galaxy 5, e o Felipe ainda não se decidiu. Mas logo logo forneceremos mais detalhes desta maneira de stalkear o resto da equipe.

Mas e vocês? Estão satisfeitos com o Instagram? Quem não dava muita bola, acha menos bobagem agora? Vocês tem sugestões de pessoas legais para seguir? Compartilhem suas impressões nos comentários.

Sair da versão mobile